sexta-feira, 5 de agosto de 2016

#omeuanoemfotos 217 | De rastos

Resumindo: estou a precisar de férias das férias.

Hoje terminei a primeira fase de "recauchutagem feminina" (i.e., unhas, cabelos, pêlos...) e estou de rastos. As hérnias de ontem não estavam preparadas para isto.
Depois, começou o drama: fazer as malas. No verão, costuma ser simples, pois meia dúzia de peças fresquinhas serve perfeitamente, certo?!... ERRADO!!! E se de repente quisermos muito vestir aquele vestido que deixámos em casa? É melhor levá-lo. E se de repente sujarmos o top branco e mais nada ficar bem com aquela saia? É melhor levar mais dois ou três tops que possam substituir numa emergência. E isto, meus caros, são os pensamentos que estão apenas na origem deste drama!

Começa a fase dois. Depois de colocarmos (muito!) mais do que meia dúzia de peças fresquinhas, há que escolher cuidadosamente a roupa interior: os diferentes cortes e cores devem estar todos disponíveis para conseguimos usar qualquer roupa que esteja na mala! Há que tomar especial atenção ao calçado: dos ténis aos saltos altos, sem esquecer os vários formatos e cores/padrões de sandálias, nada pode falhar! Por fim, a seleção dos acessórios, em que apenas podemos dispensar o relógio, pois já basta durante o ano inteiro: pulseiras, brincos, anéis, colares, malas, chapéus, entre outros.

Como podem ver, há um encadeamento entre todos os elementos deste processo que é importantíssimo que funcione corretamente: uma falha de calçado, por exemplo, pode invalidar a utilização de várias peças de vestuário e acessórios!

Juntando tudo o resto (higiene, livros, câmaras, livros,...) a isto, entramos na grande dúvida existencial: 20 kgs?!! Como???

Sem comentários:

Publicar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...