domingo, 11 de março de 2018

Operação #ataqueaocachalote - Mês 2

Pensavam vocês que eu tinha desaparecido, do género "não aguentei, desisti de tudo isto e fui ser feliz entre carbonaras e gelados do Santini"...
Pois é! Pela primeira vez, no meu histórico de tentativas, rumo ao terceiro mês!

Photo: Pinterest
Podia dizer-vos que isto está a ser muito fácil e que tenho sido hiper mega disciplinada. E estaria a mentir. Na verdade, enquanto estou no horário laboral, com trezentas mil tarefas a resolver para ontem, não é nada complicado. Durante este período, difícil mesmo é obrigar-me a fazer todas as refeições.
O problema surge quando chego à hora de descomprimir no conforto do lar: é bom que não haja nada à mão de semear ou transformo-me no Hulk (a curto prazo em temperamento, a longo prazo em tamanho)! É aqui que entra uma espécie de mindfulness alimentar em que me esbofeteio psicologicamente de forma violenta, enquanto repito o mantra: "Vá de retro, Cachalote! Sai deste corpo possuído!". Depois há todo um ritual de pensamentos motivadores que vão domando o animal, sendo que costuma ficar aniquilado na parte em que todo um closet me passa pela mente como se aguardasse cair-me que nem uma luva. E é assim que não deito abaixo meio quilo de lasanha, três fatias de bolo de bolacha e dois copos de tinto!
Na maior parte das vezes, isto tem resultado. Porém, claro que já houve uns deslizes... uma pessoa, por vezes, perde as forças, né?! E os resultados são reflexo disso...

Na quinta semana, consegui fazer desaparecer 900g. A partir daqui, eu sabia que a descida ia ser mais lenta, por isso não desanimei. O lema mantém-se: "seja o que for, desde que a descer, estamos bem". Entretanto, chegou o Carnaval e o Dia dos Namorados, que este ano decidiram partilhar a mesma semana para desgraça do pessoal. Não é que seja adepta destas comemorações, mas o Carnaval implica uma pausa do trabalho... e se o cachalote me apanha a coçar a micose, é certinho que vai tentar desgraçar-me! E assim foi: umas asneirolas e ganhei 700g na sexta semana. Pensei em dar tudo na semana seguinte, superar os erros e voltar à corrida. O problema é que, na semana seguinte, fui até Fátima e decidi colocar toda a minha esperança e fé naquela terra santa, por isso confiei que algumas asneirolas (poucas, é verdade) ali feitas estavam sob amnistia divina. Contei com um milagre e lixei-me correu mal: à sétima semana, perdi as 700g que ganhei anteriormente. Basicamente, foram duas semanas de caca. Como é óbvio, baixou em mim o orixá da desmotivação e estive quase para mandar tudo às urtigas...quando me lembrei que depois tinha de vos vir explicar que o cachalote levara a melhor [eu sabia que o vosso papel seria importantíssimo neste processo]! Foi com um misto de motivação e desmotivação que entrei na oitava e última semana do mês: perdi 200g. Não foi motivo para pulos de alegria, mas já dizia o povo que "grão a grão, enche a galinha o papo". Neste caso, desincha o papo.
E entramos em março a dar tudo!

Saldo das últimas oito semanas no #ataqueaocachalote: -6,8 kg!

Mais alguém na luta desse lado?!
Deixem as vossas questões, dúvidas, sugestões!

:)

Sem comentários:

Enviar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...